All posts in Blog

Monza e seu dono

Se me cabe assumir um preconceito, que seja o pré-conceito de que motorista de Monza é a desgraça do Brasil.

Quando todos os Monzas forem extintos das vias urbanas o mundo entrará em um novo ciclo, o ciclo da paz. Políticos serão honestos, puta passará nota fiscal e babás vão cuidas dos filhos como se fossem seus.

Se houver um plebiscito contra o uso de Monza, eu quero ser o presidente, possuo a maior experiência a respeito do assunto. Todos os dias, ando 60Km de moto e no trajeto tenho a infelicidade de encontrar um Monza no caminho. Geralmente, eu procedo de duas formas.

1º Alternativa: Buzino feito um louco, grito de dentro do capacete e pisco insistentemente a luz alta até que o motorista perceba minha presença, feito isso, tomo a iniciativa de iniciar a ultrapassagem da lata velha, quando eu estou do lado da porta da porcaria, o filho da puta joga o carro com toda a força para a faixa que eu estou utilizando, pelo simples motivo do: SEM MOTIVO APARENTE, ele apenas muda de faixa porque ele tem um Monza, é necessário, Monzas não andam em linha reta, donos de Monza não tem cérebro.

Monza já foi uma bela aquisição, já foi o melhor carro de sua época, no entanto, por ter um porta-mala, hoje em dia é o sonho dos carroceiros que carregam papelão.

2º Alternativa: Paro a moto, tomo o sentido contrário, mesmo sendo na contra-mão, paro em um posto de gasolina, compro um refrigerante, espero passar 10 minutos e retorno ao meu itinerário, feito isso, em menos de 100 metros encontro o filho da puta andando, na sua velocidade máxima, 12Km/h, executo todo o procedimento da alternativa 1, e novamente sou fechado sem sentido nenhum.

Video propaganda do comercial do Monza:
httpv://www.youtube.com/watch?v=NZxXt-45-_w

Descrição do carro

A foto do início desse post mostra um Monza em perfeita condição de uso, geralmente o Monza que circula pela cidade está quebrado e faltando peças.
As peças mais comuns em falta são, farois, retrovisores pneu em bom estado.
Geralmente a lataria está em péssimo estado e os bancos todos rasgados, costuma ser visto com o interior lotado de caroneiros indo cedo para o trabalho para abrir e mecânica.

Descrição do motorista:

Frequentemente, o motorista é visto conduzindo o carro de pose de um chapéu velho ou um bone com propaganda de mecânica.
O Mostorista não tem o costume de usar retrovisor, haja vista a evolução da espécie não fazer uso a milhares de anos.
O Motorista? possui um modo de andar peculiar de motorista de Monzas, anda curvado pra frente, caracteristica adquirida da seleção natural homem/monza pois o banco sempre super inclinado que para olhar para o retrovisor interno é necessário olhar para trás.

É típico de motorista de Monza achar que estão conduzindo um carro, e esse carro anda mais que carro de fórmula 1, esquecendo que já passou a época do Monza.

“Motorista de Monza não utiliza seta, muda de faixa aleatóriamente enquanto vai para a mecânica arrumar ou abrir a mecânica para começar a atender. Geralmente, donos de Monza tem uma mecânica, empresa de limpar piscina, ou mini empresa de geso.”

Bilú é Jesus de antigamente

Você conhece o E.T Bilú?

ET Bilú é um ser de outro planeta que nos dá o ar da graça nas últimas semanas.
Bilú é um ser IMCOMPREENDIDO, ninguém o entende, e todos zombam do mesmo.

Pessoalmente, eu torço para que o Bilú seja um vencedor e leve sua história adiante.

Sou um defensor do Bilú.

Eu gostaria muito de ter nascido a 2020 anos atrás, eu queria muito ter visto a maior venda do mundo, gostaria muito de ter visto quem implantou o cristianismo no mundo que não era cristão.

Hoje sinto que chegou minha oportunidade, estou vendo a criação de uma seita, como a seita cristã. Sim, o cristianismo é uma seita, por mais que você ache esse nome agressivo.
Espero muito que daqui a 50 anos,  Bilú seja uma história considerada uma falácia, assim como a história de outros seres que hoje são santificados.

Bilú é hoje o que Jesus foi a 2 mil anos, Jesus em sua época foi muito criticado, foi considerado um charlatão, ou como dizem no pós-tropa-de-elite, um fanfarão.
Jesus já foi motivo de piadas, jesus já foi negado, jesus já teve que lutar para hoje ser considerado um cara legal.

O mesmo acontece com o Bilú, claro que hoje em dia é mais difícil enganar como a 2 mil anos atrás, hoje é necessário comprar muita gente, principalmente a mídia, dona do poder mundial.

O dono do ET Bilu é o Urandir, um cara que já foi muito zoado pelo fantástico nos anos passados, Urandir não tem o carisma midiático, Urandir não tem um bom relacionamento com a imprensa, a qual acha que é melhor critica-lo que apoia-lo. Essa atitude reflete uma má impressão de épocas anteriores, aonde Urandir já era criticado, agora, nenhuma impresa quer apoia-lo.

Resta a mim, o único cético a apoiar, esperar que ele engane vocês todos, como fez outros seres especiais no passado, quero um dia poder comparar o ET Bilú com deuses nos quais você dá valor.

Para você que é de outro planeta e ainda não conhece o Bilú, veja o seguinte vídeo:

httpv://www.youtube.com/watch?v=qFiy1PoS7Lw

Roberto Carlos rebate crítica de padre

httpv://www.youtube.com/watch?v=_HdhLvP8yNg

Trecho do programa “Quem tem medo da verdade?”, apresentado por Carlos Manga na TV Record a partir de 1968, onde celebridades eram submetidas a um júri composto por figuras do meio artístico.

Faça você também o seu PAPEL DE PALHAÇO (vídeo)

Vou resolver todos os problemas na área de saúde, educação, segurança, emprego, moradia, lazer, trânsito, economia, esgoto, acessibilidade, meio-ambiente, impostos, cultura, infraestrutura, clima, matemática, história, geografia, gramática, chifre, abstinência, feiura, burrice, em apenas quatro anos e gastando um terço do que foi gasto no mandato anterior.

httpv://www.youtube.com/watch?v=GI6mtAC3Lzw

10 dicas para alienar a população

Você é constantemente manipulado, levado a acreditar em fatos medidos pela régua de quem expõe.
No entanto, você sabe como você é enganado? Conheça aqui as técnicas que fazem você acreditar em tudo que você acredita e defende.

Estratégias de Manipulação Midiática

1- A ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO
O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundações de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir ao público de interessar-se pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja como os outros animais” (citação do texto ‘Armas silenciosas para guerras tranqüilas’).

2- CRIAR PROBLEMAS, DEPOIS OFERECER SOLUÇÕES
Este método também é chamado “problema-reação-solução”. Cria-se um problema, uma “situação” prevista para causar certa reação no público, a fim de que este seja o mandante das medidas que se deseja fazer aceitar. Por exemplo: deixar que se desenvolva ou se intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o mandante de leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade. Ou também: criar uma crise econômica para fazer aceitar como um mal necessário o retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços públicos.

3- A ESTRATÉGIA DA GRADAÇÃO
Para fazer com que se aceite uma medida inaceitável, basta aplicá-la gradativamente, a conta-gotas, por anos consecutivos. É dessa maneira que condições socioeconômicas radicalmente novas (neoliberalismo) foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990: Estado mínimo, privatizações, precariedade, flexibilidade, desemprego em massa, salários que já não asseguram ingressos decentes, tantas mudanças que haveriam provocado uma revolução se tivessem sido aplicadas de uma só vez.

4- A ESTRATÉGIA DO DEFERIDO
Outra maneira de se fazer aceitar uma decisão impopular é a de apresentá-la como sendo “dolorosa e necessária”, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura. É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Em seguida, porque o público, a massa, tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “tudo irá melhorar amanhã” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isto dá mais tempo ao público para acostumar-se com a idéia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

5- DIRIGIR-SE AO PÚBLICO COMO CRIANÇAS DE BAIXA IDADE
A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discurso, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade, como se o espectador fosse um menino de baixa idade ou um deficiente mental. Quanto mais se intente buscar enganar ao espectador, mais se tende a adotar um tom infantilizante. Por quê? Se você se dirige a uma pessoa como se ela tivesse a idade de 12 anos ou menos, então, em razão da sugestionabilidade, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como a de uma pessoa de 12 anos ou menos de idade.

6- UTILIZAR O ASPECTO EMOCIONAL MUITO MAIS DO QUE A REFLEXÃO
Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional, e por fim ao sentido critico dos indivíduos. Além do mais, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar idéias, desejos, medos e temores, compulsões, ou induzir comportamentos…

7- MANTER O PÚBLICO NA IGNORÂNCIA E NA MEDIOCRIDADE
Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. A qualidade da educação dada às classes sociais inferiores deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que paira entre as classes inferiores às classes sociais superiores seja e permaneça impossíveis para o alcance das classes inferiores.

8- ESTIMULAR O PÚBLICO A SER COMPLACENTE NA MEDIOCRIDADE
Promover ao público a achar que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto…

9- REFORÇAR A REVOLTA PELA AUTOCULPABILIDADE
Fazer o indivíduo acreditar que é somente ele o culpado pela sua própria desgraça, por causa da insuficiência de sua inteligência, de suas capacidades, ou de seus esforços. Assim, ao invés de rebelar-se contra o sistema econômico, o individuo se auto-desvalida e culpa-se, o que gera um estado depressivo do qual um dos seus efeitos é a inibição da sua ação. E, sem ação, não há revolução!

10- CONHECER MELHOR OS INDIVÍDUOS DO QUE ELES MESMOS SE CONHECEM
No transcorrer dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência têm gerado crescente brecha entre os conhecimentos do público e aquelas possuídas e utilizadas pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento avançado do ser humano, tanto de forma física como psicologicamente. O sistema tem conseguido conhecer melhor o indivíduo comum do que ele mesmo conhece a si mesmo. Isto significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos do que os indivíduos a si mesmos.

Você é tão manipulado midiaticamente que se eu der como exemplo os políticos mestres da Manipulação Midiática você vai falar que a Dilma sempre utiliza a técnica, porém, se você for eleitor da Dilma, falará que José Serra é o mestre da técnica.

90 dias com Mc Catra

Confesso que eu nunca tinha ouvido falar de Mc Catra, nem conheço suas músicas.
Hoje assistir um documentário de 90 dias que encontrei no Youtube.
Gostei do cara…

Algumas frases interessantes do vídeo:

1) Playboy não porra! Já viu playboy preto?
2) Em tempo de guerra, urubu é frango (falou em francês)
3) Quem taca fogo em mulher gostosa é viado
4) Quer romance lê um livro
5) Quer fidelidade, compra um cachorro
6) O homem é capaz de amar várias mulheres
7) Putaria nada mais é que sexo com alegria
8 ) Um boquete e um copo de água não se nega a ninguém
9) Deus não escolhe mulher pra mim, ele dá oportunidade pra mulher viver comigo
10) O homem é responsável por toda mulher que ele come
11) Quem sente ciúmes é mulher
12) Sou patrocinado por 3 puteiros
13) O Filho é a benção, a mãe é a maldição

São 27 interessantes minutos de vídeo. Não precisei escutar as músicas para ter gostado do cara.

httpv://www.youtube.com/watch?v=zG3oERMnIXo

Cachorros educados

httpv://www.youtube.com/watch?v=0SpZgwSlTsU

Vídeo publicidade de um banco

httpv://www.youtube.com/watch?v=Z_fYJL40Ork

Agradeço ao Leão por ter me enviado

Como arrumar uma mala

httpv://www.youtube.com/watch?v=_tGIoOWI7sI

Agradecimento ao Leão por ter me enviado

Teoria política

15 razões para você formular teorias políticas

  1. E se o político que assumisse a vaga recebesse apenas um salário mínimo?
  2. E se o político tivesse que possuir um curso de preparação a política obrigatório em escola pública?
  3. E se os fiscais da união fossem estagiários estudantes de direito, economia, administração e outros? E se os fiscais fossem renovados a cada 12 meses?
  4. E se o político tivesse que cumprir as promessas da campanha?
  5. E se o político passar por uma avaliação de desempenho anual?
  6. E se em época de eleição não houver pesquisa política?
  7. E se o eleitor para votar precisar ter ficha limpa?
  8. E se existir pena de morte para crimes de corrupção?
  9. E se político não tiver status de autoridade?
  10. E se a imprensa não noticiasse política?
  11. E se o eleitor fosse responsabilizado pela escolha do candidato?
  12. E se votar não fosse obrigatório?
  13. E se fosse obrigatório um projeto de governo?
  14. E se o horário político obrigatório fosse obrigatório debater apenas o projeto de governo?
  15. E se o impedimento de permanecer no cargo afetasse o direito a voto por 10 anos do eleitor que escolheu um político corrupto?

Reforma política